segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

OLHAI OS LÍRIOS DO CAMPO



Pra mim, o ápice do Evangelho é este: “Olhai os lírios do campo, como eles crescem! Não trabalham nem fiam, e eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, nunca se vestiu como qualquer um deles”.

Acho forte pela beleza da imagem poética. Mas ainda mais pela clareza do ensinamento. Ela se passa no Sermão da Montanha, ocasião em que Jesus nos deixou seus mais belos e profundos ensinamentos.
Nesta passagem, Jesus se refere à preocupação que nós temos com o dia de amanhã. Alimentamos pensamentos de angústia e desconfiança em relação ao futuro. Estamos sempre preocupados com o que pode acontecer, com o que pode fugir ao nosso controle. A própria palavra já se explica por si só: pré-ocupação. Uma ocupação prévia, antes do tempo.
É a isso que Jesus se refere. Os lírios do campo não se preocupam, não vivem antecipadamente o dia de amanhã. E Deus provê a sua “roupa” em forma de lindas flores, que nem Salomão, o maior Rei que o povo de Jesus já havia conhecido; nem Salomão, no auge de sua glória, nunca havia se vestido de maneira tão bela quanto os lírios do campo.
Costumamos dar muita ênfase aos ensinamentos morais do Cristo. Realmente, não há código de ética mais avançado do que o seu ensino. Isso tudo é minha opinião, você não é obrigado a concordar com ela: acho que o principal ensinamento de Jesus é negligenciado até hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por expressar seu ponto de vista.